Novidades tecnológicas

 (ET: Hoje, dezembro de 2015, este artigo abaixo é leitura de todo dia...)

 

 

Na velocidade de invenções tecnológicas, é possível que, quando você estiver lendo este artigo, avanços já tenham sido feitos...


Por ora, para nos atualizarmos, aqui está um resumo do que chamou a atenção na maior feira de eletrônicos do mundo, a CES (International Consumer Electronics Show), há poucos dias, em Las Vegas.

 

Ainda estamos digerindo e nos familiarizando com as TVs HD e LED. (Antes disso, as antigas, eram SD. Muitos de nós ainda têm TVs desta tecnologia...)

Pois agora inteiremo-nos das Ultra HD ou 4K e OLED...


PS: aqui escrevo para quem tem noções superficiais de tecnologia - como eu - e não para aqueles que, como meu webmaster, sabem tudo...



Só pra lembrar: o que define a resolução é a quantidade de pixels, os "pontinhos" que formam a imagem na tela da TV. (Quanto mais numerosos, menores eles são e, portanto, formam imagens com mais qualidade).



Assim,

SD: é a resolução "standard", usada na maioria das TVs mais antigas, que têm tubos enormes


HD: chamada também de Full HD, mostra seu potencial nas imagens que alguns canais de TV transmitem em seu formato


Ultra HD ou 4K: tem 4X mais pixels do que a Full HD




alt 






E os lançamentos de maior repercussão na feira foram:

 


1. a TV OLED, da LG, de 55 polegadas: as telas são mais finas e mais flexíveis. Podem ser em resolução Full ou Ultra HD.




alt 






2. a Ultra HD ou 4K: para aproveitar a qualidade da 4K é preciso uma TV de, no mínimo, 56 polegadas.



 

3. o tablet Horizon da Lenovo, de 27 polegadas. Por seu tamanho "gigante"para um tablet, na vertical é uma TV. Na horizontal, uma mesa de trabalho... para profissionais, provavelmente. Assim como o supertablet da Panasonic.




alt   alt 






4. a smartcâmera com lentes removíveis da Samsung



alt 






5. tela flexível, também da Samsung, aposta para o futuro dos celulares. Já imaginou um celular que você pode pôr no bolso de trás, como se fosse uma carteira, e sobre o qual você pode se sentar?


alt 



6. uma TV de 85 (um cinema...) polegadas da Sharp



alt 



Por ora, tudo a preços...proibitivos!

Segundo os que entendem do babado, em matéria de lançamentos, nada que se compare à "revolução Apple" que definiu uma nova era...



(Matéria compilada de artigos d'O ESTADO de SÃO PAULO e ISTO É)







última atualização: Sexta, 18 Dezembro 2015



   

Tecnologia

Internet móvel no Japão



Este post é mais uma dica que um artigo. 

 

Se você estiver visitando o Japão e precisar de internet, uma boa solução é comprar um chip para celular pré pago. 


Estou em Tokyo, mais especificamente em Shinjuku, que é a área administrativa. 


O povo japonês é muito atencioso, mas poucos deles falam inglês, alguns deles entendem um pouco, mas têm vergonha de falar errado. Desta forma, a melhor estratégia é usar poucas palavras, somente as palavras chave, assim a comunicação fica mais fácil. 


Depois de (tentar) conversar em 3 lojas, me disseram pra ir na Yodobashi Camera e pedir um chip da B-Mobile.

 

 

Yodobashi camera

 


Nesta loja os funcionários que falam inglês usam uma tarja no braço e ajudam no processo de ativação e configuração do telefone. Eu só tive que colocar o celular no menu de configuração de linguagem e entregar no balcão. Voltou funcionando! 


Este chip funcionou perfeitamente em nosso iphone e galaxy s3 brasileiros. Existe na versão SIM e micro SIM. 


Imagino que se possa adquirir o chip em vários outros lugares, mas a Yodobashi camera é enorme, bem organizada e vende vários tipos de eletrônicos, vale a visita. Eles não vendem video games, mas um funcionário deles me guiou pela rua até uma loja que vendia. Impressionante a cordialidade! 


Pagamos aproximadamente R$ 100,00 por 1GB válido por um mês. 


Agora podemos tranquilamente traduzir textos, acessar mapas e rotas, postar neste blog, usar skype e tudo da Internet.


postado por Mauricio Jabur, webmaster deste blog, no Japão







última atualização: Quinta, 13 Dezembro 2012



   

Tecnologia

Eu vejo você

 


CapaManequimEyeSee


Pra você que tem acompanhado este blog, não é novidade que um dos temas que me fascinam é o que diz respeito à privacidade x publicidade na internet e na vida em geral. Pois agora começou outra história de verificação de hábitos do consumidor que pode dar pano pra muita manga... Trata-se de uma tecnologia incorporada e comercializada por uma empresa de manequins italiana de nome Almax. 


Esta empresa fornece ao lojista manequins com "tecnologia embarcada" de nome Eye See [trocadilho que pode soar aos ouvidos tanto como "eu vejo" como "olho (que) vê"]. Uma brincadeira fonética que de brincadeira não tem nada. Os manequins vêm com uma câmera embutida nos olhos, cuja finalidade é captar e enviar para um software muito sofisticado as imagens de quem olha para aquele manequim, dando, ao final do dia, uma análise completa do tipo de respostas que o objeto (produto) provoca nas pessoas. Um istrumento, portanto, que pode dar ao lojista preciosíssimos elementos de análise e decisão. 


O site da Almax, que você pode acessar aqui, promete que o software para o qual as imagens são enviadas "analisa os movimentos faciais dos que olhem para aquele manequim e fornece dados estatísticos e contextuais para o melhor desenvolvimento de estratégias de marketing." E pode ainda "fornecer outros dados, tais como o número de pessoas que passou pela frente do manequim em determinado horário". 


Fui atrás da tecnologia original, da própria "Eye See", e veja o que descobri. Que sofisticado, e uma vez mais, que perigoso pode ser isso! Olha só: 


O que é a tecnologia de "pesquisa de olhar"? Mapeamento de "calor": o que chama (ou não) a atenção dos olhos do consumidor?


o indivíduo recebe vários estímulos visuais e seus movimentos de olhos são captados por uma câmera. Através de estimativas de qual a direção de seu olhar, sabemos para onde o sujeito está olhando, por quanto tempo e em que ordem

o mapa do "calor": os padrões de atenção verificados dão uma visão geral sobre se o consumidor viu e por quanto tempo olhou para cada área. Vermelho significa muita atenção, verde, pouca atenção 


 

 

Visibilidade: quantas pessoas viram o que você quis que elas vissem? Engajamento: por quanto tempo o consumidor está olhando para o que você quer que ele veja?


   

visibilidade indica quantas pessoas olharam para determinada área. É possível calcular a visibilidade de uma mensagem, de um produto, de uma marca. É fácil calcular o impacto de uma comunicação de marketing. Por exemplo - anúncio da esquerda: 57% dos leitores olharam para ele, ou 228 mil pessoas num universo de 400.000 leitores de hipotético jornal. Anúncio da direita: 86% dos leitores olharam para este anúncio, ou 344.000 no mesmo universo hipotético de 400.000 leitores.

Engajamento: por quanto tempo o consumidor está olhando? Sua campanha está chamando suficiente atenção? Muitos textos ou fotos são notados mas olhados por apenas 1 segundo, o suficiente para o observador decidir que não está interessado. É fácil calcular o impacto da comunicação de marketing: o anúncio da direita  foi visto por 85% dos leitores do nosso hipotético jornal por 1,2 segundo - equivale a uma exposição de 408 mil segundos. O anúncio da esquerda foi visto por 100% dos 400 mil leitores por 1,4 segundo. São 560.000 segundos de atenção. Ou seja, o anúncio da esquerda tem 152 mil segundos (42 horas!) a mais de atenção que o da direita.

 

 

 

Atratividade: o que chama a atenção primeiro? Preferências: que tipo de desenho o potencial cliente prefere?

 

 

atratividade indica a sequência das áreas visualizadas e ajuda a entender o que pode desviar a atenção das áreas que são realmente importantes. No anúncio da esquerda o potencial cliente precisa de apenas quatro passos para chegar ao nome da marca, já no da direita, cinco passos... a técnica promete ser capaz de responder a perguntas como: que design o cliente prefere? que tipo de recall houve para este ou aquele anúncio? Neste caso aqui, desta foto, o anúncio da direita é preferido por 40% mais pessoas que o da esquerda; também, no da direita, 36% mais de pessoas viram o nome da marca

 

Se você quiser ver um pouco mais sobre a tecnologia, visite o site da EyeSee, empresa belga, clicando aqui


O interessante disso tudo, além da tecnologia, que é fascinante mesmo, vai ser acompanhar quais lojistas vão aderir, e quais não. Pois a discussão a respeito da privacidade do seu olhar, se posso chamar assim, pode ir muito longe. 


Tem quem argumente, por exemplo, que nas redes sociais você entra se quiser, e é avisado sobre a política de privacidade ao entrar. E aqui, nestes casos, como vai ser? Um plaquinha avisando que você está sendo observado? 


Como dito, está dando e ainda vai dar muito pano pra manga...

 

 

última atualização: Terça, 4 Dezembro 2012



   

Tecnologia

Futuro, cheguei!

 

 

Capa3DPrinting 


Será que as impressoras 3D, que cada vez mais conseguem produzir objetos físicos a partir de desenhos no computador, substituirão num futuro próximo as fábricas?


Afinal, "bits" e "átomos" já podem ser traduzidos por software & hardware, virtual & físico, mundo digital & mundo real. (Quem imaginaria isto há alguns poucos anos?)

 

Pequenas manufaturas podem surgir em garagens. 


 
bicicleta inteiramente feita com impressão em 3D, a "airbike", pela EADS (empresa franco-alemã que produz o Airbus)

 


Inventores e empresários terão facilitadas suas experiências.

 

No mundo da moda, você pode ter uma objeto customizado, exclusivíssimo;  por ex., um sapato que SÓ VOCÊ tenha! (uma estilista brasileira que mora em Milão, Andreia Chaves, fez assim o sapato da cantora Björk para a capa da revista Dazed & Confused)

 

 

 

"sapatos invisíveis", criações de Andreia Chaves com impressão em 3D, em colaboração com o estúdio "Liberdade de Criação", de Amsterdam

 


Como este blog está sempre antenado na antecipação de fatos e acontecimentos, deixo aqui registrado:  "a internet mudou o mundo nos anos 90. O mundo está prestes a mudar outra vez"...


Este é o slogan da 3D Print show, que acontece no Reino Unido, nos dias 20 e 21 deste mês.  Fica aqui a dica.








última atualização: Terça, 16 Outubro 2012



   

Tecnologia

Internet para quem viaja

 

 

 

Segue uma dica para quem viaja para os Estados Unidos e precisa ficar em contato com o trabalho ou a família.

 

 

 

Mobile Hotspot

 

 

 

Há algum tempo comprei um Mobile Hotspot, um mini distribuidor de internet de bolso, que habilitado em alguma operadora de celular americana fornece internet sem fio - WIFI - para até 5 dispositivos na proximidade.

 

 

Ou seja: com um aparelho do tamanho de um sabonete de hotel até 5 pessoas podem mandar e-mail, fazer uma ligação de vídeo Facetime ou Skype, acessar websites, baixar mapas e até escrever textos como este!

 

 

 

 

 

 

 

Sim, estou conectado através dele enquanto escrevo este post!





Praia




Com ele não precisei nem alugar um GPS, que na locadora sairia por US$ 75,00 por semana, pois usei o GPS de meu celular baixando os mapas pela internet.

 

Acabei escolhendo a operadora T-Mobile, que a meu ver tem o melhor serviço de costa a costa. Testei em São Francisco na costa oeste, em Las Vegas, no meio do deserto, No Grand Canion, em Nova Iorque em Miami e até no ponto mais ao sul dos EUA, a 90 milhas de Cuba - Key West. E mesmo na estrada, com o carro em movimento, recepção perfeita todas as vezes!

 

Mas nem tudo é sempre maravilhoso. Se você escolher a T-Mobile, o aparelho só funciona na rede deles - não adianta pensar em usar no Brasil. Mesmo desbloqueando - já testei. O motivo é que eles usam um canal de celular 3G só deles, não compatível com o nosso sistema.

 

Se você escolher a AT&T, aí sim, o aparelho pode ser usado com nossas operadoras. Talvez precise desbloquear, mas as frequências são iguais às nossas. O mesmo serve para celulares.

 

Outro problema que pode ocorrer é na hora da escolha do plano. Eu sempre escolho pré-pago, pois assim quando acaba o crédito, não há mais compromisso. Um amigo meu escolheu um plano com renovação automática e só percebeu que todo mês estavam cobrando dele 3 meses depois...

 

Isto acontece, por exemplo, se você comprar um Ipad, que já vem com um chip da AT&T dentro, e ativar o sistema de dados. Se você esquecer de cancelar, todo mês vem a cobrança.


(postado por Mauricio Jabur, webmaster deste blog)







última atualização: Sexta, 17 Agosto 2012



   

Tecnologia

Foco posterior

 

 

 

 

Em homenagem a esta blogueira, meu WebMaster, Mauricio Jabur, encontrou esta novidade: uma câmera, que mais parece um batom gigante e que tira fotos de um jeito nunca antes visto.

 

Lytro Batom
Lytro

 

Toque em diferentes áreas da foto abaixo para mudar o foco. A mágica é feita depois de a foto ter sido tirada; trata-se de um sistema que captura toda a luz da cena e armazena para depois escolhermos o foco. Esta foi uma das primeiras que Mauricio tirou:

 

Flores por MauJabur

 

 

 

 

 

 

 

última atualização: Domingo, 1 Julho 2012



   

Tecnologia

Meu webmaster



Mau foi meu primeiro e único professor de tecnologia na Web.


Com muita paciência e enorme didática, apaixonei-me além do necessário, a ponto de ousar lançar este blog.


Mau agora é meu amigo, deslanchou como profissional, neste ramo sempre carente de cabeças geniais.


Aqui ele participa mostrando o que há de novo e interessante neste mundo, mas ainda compreensível para comuns mortais.


Enjoy.  

 

 

 

webmaster2
Mauricio Jabur - meu WebMaster

 

última atualização: Terça, 26 Junho 2012



   

Tecnologia